Archive for the ‘música’ Category

h1

A felicidade como tragédia

12 d e novembro d e 2008

Menina, amanhã de manhã
quando a gente acordar
quero te dizer
que a felicidade vai
desabar sobre os homens
vai
desabar sobre os homens
vai
desabar sobre os homens

Na hora ninguém escapa
debaixo da cama
ninguém se esconde
a felicidade vai
desabar sobre os homens
vai
desabar sobre os homens
vai
desabar sobre os homens

Menina, ela mete medo
menina, ela fecha a roda
menina, não tem saída
de cima, de banda ou de lado.
Menina, olhe pra frente
Oh! menina, todo cuidado,
não queira dormir no ponto,
seguro o jogo, atenção.

vai (menina amanhã de manhã)- Tom Zé, GÊNIO!

Anúncios
h1

De que eu gosto?

31 d e agosto d e 2008

Eu sei! Esse blog ficou as moscas durante muito tempo. Em parte por causa da minha viagem pra Europa [rica!], mas principalmente porque eu sofro muito em escrever.

Minhas queridas [e mega inteligentes] amigas psicanalistas estudaram os aspectos disfuncionais da escrita sob o psquismo. Como pessoas tão mega fodas na escrita acabaram se suicidando? Ou seja, como a escrita não deu conta de organizar o funcionamento mental. Escrever, pra mim, não está em nada  ligado ao prazer! Esse blog foi criando com o objetivo de tornar esse ato menos sofrido e angustiante, escrever sobre coisas a toa e não me levar a sério, ignorar meus erros gramaticais e ortográficos e fazendo desse ato mais cotidiano! É bem óbivio, pelo longo tempo entre as minhas postagens, que eu estou longe de atingir meu objetivo.

Embora eu já tenha me justificado o suficiente, outra coisa que me impediu de escrever durante muito tempo é que eu não conseguia definir as coisas que eu gosto [!], especialmente se tratando de gosto musical! Meu lastfm sofre tentando me decifrar, cada dia ele me indica uma banda mais esquizofrênica que a outra: desde fiona apple à motorhead!  Meu grau de compatibilidade é alto com a lulu [mega indie] e com o rocha [mega nerd]! Eu meio que sofria por isso!  Será que eu iria ter que me qualificar como uma pessoa [argh!] eclética?! Eu tenho pavor total e absoluto dessa denominação. Eclética pra mim é uma pessoa que na verdade não gosta de nada e uma alemã que eu conheci em barcelona me falou uma coisa muito boa: Quanto mais você entende de um assunto, menos coisas você gosta. Ela é fotógrafa e disse que depois de muitos anos de estudo ela sabe dizer que tipo de fotografia ela gosta, mas principalmente ela sabe determinar os tipos de coisas que ela NÃO gosta! Achei isso muito foda e achei ainda mais importante saber as coisas que eu gosto e as coisas que eu não gosto, porque isso significa que eu me conheço um pouco melhor!

Pensando longamente sobre isso [sim! eu estava de férias, tive tempo de sobra e pra completar fiquei muito tempo sozinha] eu consegui classificar meu gosto musical em dois gêneros:

1- Música de Mulherzinha

2-Música pra dançar

Essa catagolação resolveu t-o-d-o-s meus problemas! Nem me sinto mais a pessoa mais ezquizofrênica do mundo porque olha só:

– é o tchan: música pra dançar

– beirut: música de mulherzinha

– beastie boys: música pra dançar

– regina spektor: música de mulherzinha

– queens of the stone age: música pra dançar

h1

Gay Messiah!

13 d e maio d e 2008

Ontem eu vi o messias! O melhor e mais bem vestido [primeiro ele estava com uma blusa listrada, lenço vermelho e blazer -vide foto abaixo. Quando a performance requeria menos calor, ele tirou o blazer e as ABOTOADURAS- pergunta se eu não amo?- e disse com ironia que dobraria as mangas para parecer mais como um “homem” ]! Rufus Wainwright fez um show mais que bonito!

ai ai...

Sabe aquele papo de experenciar a arte?! Pois então, eu tive uma experiência Rufiniana! Um show que eu estava pensando que seria altamente entediante porque, convenhamos, um cara e um piano não permitem grandes estripulias no palco [inclusive o próprio Rufus brincou com acidez “Essa música é muito, muito entediante. Espero que vocês gostem.”].

Entretanto, apesar das pequenas expectativas, eu que não sou grande conhecedora, mas grande apreciadora do cantor/íconegay, achei que esse foi um dos shows mais bonitos e divertidos que eu já fui. Rufus foi mega simpático e interagiu com a platéia fazendo piadas e comentários com ironia, como os citados acima, em um clima de muita intimidade para uma casa meio vazia, mas impressinantemente interessada no cantor, as palmas valiam por muito mais que os 300 presentes.

E olha, eu me sentei bem perto do palco, graças a gracinha da maricota que me arrumou gratuitamente os convites, e eu não sei se foi porque ele me ouviu, mas eu pedi e ele tocou POSES no bis! quamurri!

Enfim, depois posto meu disco predileto aqui, mas para quem não conhece eu o definiria como um encontro de prozac [e muitas outras drogas], glamour/kitsch e lama, [mistura irresistível, né?!]. Gosto e nem é pouco!

UPDATE: adivinha em quem ele vai votar?!

h1

From the future

4 d e maio d e 2008
Retrigger é um músico de tuti-tuti-tuti que eu gosto [deixando claro que ele é muito mais criativo – ainda que toque só com laptop e controle de playstation – que os Djs de música eletrônica que ficam repetindo infinitamente a mesma batida. Desses eu tenho preguiça mesmo!].
Convenientemente ele também é meu amigo, mas sempre reclamou que ninguém entendia a “arte” dele. Obviamente esse foi um motivo de muita zuação e explicamos pra ele que não entendíamos sua sabedoria por que sua música vinha de um futuro distante e hoje no lastfm a tag from the future rivaliza com breakcore como a que mais descreve meu amigo artista mais bem sucedido!

Ontem ele tocou no BPM2008 [beats por mineiros] na Praça da Estação. O evento foi super bacana e a Praça é realmente um dos lugares mais bonitos de BH, além de um evento gratuito no centro garantir uma grande diversidade de pessoas!

Agora uns vídeos:

e esse é só pra vocês verem o tanto que eu sou fã!


p.s. eu não tava gostando de muita coisa ultimamente, por isso o sumiço do blog!

h1

Dançando e Rodando!

21 d e abril d e 2008

Eu sou muito feliz em ter amigos bacanas e que me ensinam tanto sobre a modernidade. Um dos principais ensinamentos é o quanto o torrent pode mudar a sua vida e como a música é essencial para tornar os dias mais agradáveis. Pra quem ainda não sabe baixar torrents o site tem um tutorial bacana aqui.

Juntando esses dois ensinamentos, amigos [e namorado] fizeram um site com links em torrent dos cds mais raros e difíceis de achar, o Poeira Discos!

é muita fofurinha!

Recomendo fortemente, em especial o último cd postado- Funky 4 + 1– uma das primeiras bandas de hip-hop com a presença de uma mulher em 1979, brigado! [nem preciso dizer o quanto morro de orgulho!]